Fazenda Esperança na visão de Orlando Arêdes

Envelhecer, entardecer da vida.

 Comparar essa fase com as partes do dia seria uma forma mais fácil de entender por que a vida é tão curta e ao mesmo tempo tão longa. Curta por que quanto mais se vive mais se quer viver, e longa para quem não tem uma velhice resguardada de respeito e carinho. Na juventude descoberta e dúvida, na maturidade parceria e amor. E na terceira idade? Que tal enveredar pelo cuidado, afeto e respeito pela experiência acumulada?

A Fazenda Esperança, em Amargosa torna o entardecer dos idosos que lá habitam em um período cheio de momentos de segurança e assistência aos que ao longo dos anos acumularam muitas experiências e trabalharam pela formação de seus filhos e da sociedade.

No final de 1998, quando a Fazenda Esperança,  era somente uma planta no papel, o idealizador daquele empreendimento conversou com o padre de nossa Paróquia, Nosso querido Padre Edézio e revelou-lhe sua vontade de tornar real o seu projeto. Porém o local escolhido para a construção do abrigo casava-se com a área onde o Clube de Campo de Amargosa que estava com suas obras suspensas.

Dessa conversa surge o grupo escolhido para iniciar as primeiras ações. Foram eles o próprio idealizador, Valdir Sales; o Padre Edézio; a Irmã Gertrudes, que inclusive já cuidava de diversos idosos; Soninha Rezende, responsável pelos trâmites legais; e Orlando Arêdes, para confecção dos documentos e comando burocrático associativo.

Em reunião dessa comissão, após pesquisas de cada componente, surge a necessidade de se criar uma instituição para o comando dos trabalhos iniciais com convergência para a administração do abrigo. Daí funda-se a ABIG, Associação Beneficente Irmã Gertrudes, em 9 de Novembro de 1999. O nome foi dado em homenagem à religiosa por opinião do próprio Valdir Sales, que conhecia o trabalho desenvolvido por ela em parceria com sua esposa, Gal Sales em assistência aos idosos.

Naquela data foi eleita e empossada a primeira diretoria da instituição. As negociações com o Clube de Campo a essa altura discorriam com entusiasmo, tanto por parte dos sócios quanto por parte da ABIG. Desta forma, 93 sócios acabaram por doar suas partes no clube, tanto no terreno quanto nas construções e direitos. Os que não quiseram participar das doações permaneceram com sua parte do terreno, sendo estas devidamente separadas em glebas ao lado da área a ser construído o projeto. No obelisco fixado no jardim em frente ao abrigo da Fazenda Esperança encontram-se o nome dos doadores, os quais somos eternamente gratos. Daí inicia-se a construção da Fazenda Esperança, inaugurada em 30 de Abril de 2000.

Ao longo desse tempo passamos por oito diretorias, onde os senhores Valdir Sales, Mimiro Vaz, Vadinho Reis e Zete Rebouças assumiram a presidência. Após a inauguração, a Fazenda Esperança tem funcionado ininterruptamente, tendo como Gerente nossa querida Morena, e outros funcionários diretos. Além desses, contamos com a parceria de outras instituições e empresas que gentilmente fazem o pagamento de salários de alguns servidores e doações fixas de diversos materiais e serviços ou quantias em dinheiro.

Sendo perguntado sobre o objetivo da construção da Fazenda Esperança, Valdir Sales respondeu, em entrevista ao Jornal A Tarde: “Não sou político, não almejo nenhum cargo público, apenas estou executando uma promessa que fiz a mim mesmo após não ter mais notícias da velhinha de Lauro de Freitas” (A Tarde, 12/07/00, Javé Borges).

Conta-se que em 1979, por ter pedido ajuda em um restaurante, uma certa velhinha foi colocada para fora por ordem do dono. Valdir, assistindo aquela cena, chamou a senhora para acompanhá-lo em um almoço naquele mesmo ambiente e após ouvir sua história, ofereceu-se para ajudá-la. Assim, a idosa obteve do próprio Valdir autorização para receber uma feira mensal cedida por seu supermercado. Além disso, ela teria também suas contas de luz e água pagas.

Após alguns anos a idosa não mais apareceu para buscar sua feira, e daí veio a promessa pessoal de Valdir. A partir de então ele reservaria o dinheiro correspondente às doações para a idosa, e somados a mais alguns recursos, ajudaria os necessitados. Surge assim a idéia da construção de um abrigo para idosos, sendo a Fazenda Esperança o cumprimento de tal promessa. A história acima descrita foi encenada durante a inauguração do empreendimento para que todos pudessem conhecer o motivo de tal iniciativa.

Desde que foi inaugurada, a Fazenda Esperança sempre zelou pelo bem estar dos idosos que acolhe, o que se pode comprovar nas visitas e conversas com os residentes. Todos são tratados com carinho, e recebem assistência médica e odontológica.

Além disso dispõem de amplas acomodações, como quartos para duas pessoas; banheiros coletivos de grandes dimensões; diversas salas para entretenimento; gabinetes para funções administrativas; enfermaria; cozinha moderna; capela e jardim, entre outros. Por enquanto contamos com instalações para quarenta velhinhos, mas a previsão é que se dobre esse número com a construção do segundo braço da cruz que foi projetada no desenho do prédio central.

Nossa sobrevivência vem da doação dos próprios residentes; dos eventos como leilões, vaquejadas e cavalgadas; das doações de instituições governamentais e privadas e da participação no programa Sua Nota É Um Show. Vale aqui salientar que em 2004 adquirimos o Sítio Esperança, anexo à Fazenda Esperança. Nesse local situa-se nossa área de eventos e nossa pequena criação de bovinos de corte, animais esses que também foram obtidos através de doação.

Oportunamente agradecemos a todos que de qualquer forma nos ajudaram nessa jornada, assim como a todos os membros das Ex-diretorias e conselhos comunitários que por aqui passaram.

Se quiser nos conhecer e comprovar o que ora os apresentamos, visite-nos pessoalmente, a Fazenda Esperança fica na Estrada para o Gentio, entrada a quatro quilômetros da Estrada Amargosa – Milagres ou pelo www.fazendaesperança.com.br. Nosso telefone é o (75) 3634-2556.

 

 

 

Essa matéria foi visualizada 304 vezes.