Acolhe o Senhor que passa na tua vida

Jesus e uma pequena criança

Quando viajamos para algum lugar ou visitamos alguém, algo que sempre nos marca bastante é a hospitalidade com que as pessoas nos acolhem. Quando somos bem acolhidos e nos sentimos bem, podemos até não saber falar direito o idioma do lugar, mas a descontração de quem nos acolhe faz a gente superar tantos obstáculos, sentir-se em casa e não ficar com aquela vontade de partir o mais rápido possível, porque bate aquela sensação de que estamos incomodando. Acolher bem revela nobreza de espírito, deixa marcas de gratidão em quem parte além da saudade de querer voltar.

A Bíblia menciona várias vezes a hospitalidade, tanto no Antigo como no Novo Testamento. O próprio Senhor Jesus recebeu hospitalidade em vários lugares por onde passou, marcando com sua presença e suas palavras a vida de quem O acolheu (Lc 10,38-42). No tempo e na história, Ele continua visitando a humanidade, passando pelos nossos caminhos, visitando cada pessoa, pedindo hospitalidade no teu coração, na tua vida, na tua família. Talvez, tu andes tão ocupado com tantos afazeres, que não tens tempo para acolher o Senhor, para escutar o que Ele tem a dizer no silêncio do teu coração, ou não tem tempo para falar com Ele.

O Senhor Jesus se faz presente na vida de cada um de nós, mas precisamos ter a capacidade de discernir esse momento e de reconhecer a sua presença. Ele passa pela nossa vida e bate com insistência à porta do nosso coração pedindo hospitalidade, mas, talvez, com o passar do tempo, as tantas ocupações do mundo acabaram apagando do nosso coração a sensibilidade de discernir a voz do Senhor que pede para ser acolhido. Quando é acolhido, o Senhor enche de vida nova o nosso ser e a sua luz ilumina o nosso caminho no silêncio, assim como a terra silenciosa acolhe a semente, nutre, dá força e estabilidade interior às plantas.

Por Dom José Gislon ? Bispo Diocesano de Erexim (RS)

Essa matéria foi visualizada 379 vezes.